Cabanellos Advocacia integra Direito Penal às suas áreas de prática

Por: Cabanellos Advocacia em 04 de 06 de 2018

O Direito Penal contemporâneo tem caminhado para uma atuação mais abrangente e integrada com outras áreas da advocacia. Para além da sua característica tradicional, a especialidade tem se tornado cada vez mais estratégica, trabalhando no âmbito da governança de forma consultiva e preventiva, aumentando a segurança nas tomadas de decisões de pessoas físicas e jurídicas, minimizando riscos de suas atividades.

 

 

A convite do escritório, que compartilha deste mesmo olhar sistêmico e multidisciplinar sobre o papel da advocacia, dois profissionais de referência na área passam a integrar a sociedade: Marcelo Machado Bertoluci, ex-presidente da OAB/RS com mais de 20 anos de experiência na advocacia penal e no ensino do Direito Penal e Processual Penal, e Guilherme Rodrigues Abrão, com mais de 12 anos de atuação. Os novos sócios trazem suas consistentes bagagens profissionais e institucionais , respondendo pela área de Direito Penal, com atuação em todo território nacional e em todos os graus de jurisdição.

 

 

A seguir, acompanhe a entrevista com os novos sócios.

 

De que maneira a nova área atuará no Cabanellos Advocacia?

Marcelo: São duas linhas estruturais de atuação, atendendo pessoas físicas e jurídicas, desenvolvendo uma cultura preventiva e consultiva junto ao cliente, para que ele tenha cada vez mais o escritório Cabanellos como um parceiro estratégico com a expertise técnica de excelência, bem como nossa tradicional atuação na área processual.

Guilherme: Como exemplos de questões relacionadas à nossa expertise, temos o Direito Penal Econômico e suas variadas dimensões, compliance criminal, os aspectos ligados à Lei Anticorrupção, dentre outros. Atuamos em todos os graus de jurisdição, incluindo tribunais superiores (Supremo Tribunal Federal e Superior Tribunal de Justiça) e investigações criminais (Polícia Civil, Polícia Federal, processos administrativos e sindicâncias).

 

Quais as vantagens de um escritório multidisciplinar como o Cabanellos?

Marcelo: O Cabanellos Advocacia trabalha com diversas áreas de prática e tem como uma de suas características o absoluto acolhimento do cliente. É notável o valor dessa relação próxima, exclusiva, cuidadosa, que ao mesmo tempo pretende, sempre, a busca pela excelência técnica, bem como o oferecimento de uma estrutura operacional que resulte em práticas eficazes para bem atender nosso cliente. A advocacia realizada pelo escritório Cabanellos reflete as evoluções do nosso tempo.

Guilherme: Com os desafios da economia as empresas estão aprimorando suas estratégias, buscando parceiros que entendam o todo, alinhados a valores éticos, íntegros, permanentes e sustentáveis. No contexto da área penal do Cabanellos, atuaremos associados a uma estrutura tecnológica de ponta no apoio ferramental, unindo conhecimento científico, vivência e tradição na área. Tudo isso traz confiança ao cliente e resultados efetivos. A presença do escritório em outros estados brasileiros produz um impacto muito positivo aos clientes com operações em outras cidades do território nacional.

 

Por que o Direito Penal está sendo tão requisitado?

Marcelo: A inteligência consultiva na área penal, por antecipar situações de risco, auxilia concretamente o cliente a aprimorar suas práticas, agregando valor à sua atividade. No ambiente corporativo as formas de se prevenir devem estar bem estruturadas, bem como planos de ação efetivos bem articulados. Se observa um crescimento de investimentos em governança nas empresas públicas e privadas que, cada vez mais, adotam novos mecanismos de proteção. Assim, o advogado penal não é somente aquele profissional chamado apenas na fase processual, podendo atuar, também, de forma mais estratégica e manter interação permanente com seus pares das áreas trabalhista, tributária, empresarial, para melhor orientar o cliente. Por meio de uma atuação consultiva é possível minimizar riscos de forma racional, auxiliando pessoas físicas e jurídicas.

Guilherme: Também não podemos esquecer da atuação processual, tendo em vista o ambiente de contencioso criminal, no exercício da plena defesa penal.

 

Marcelo Machado Bertoluci – Advogado, com mais de 20 anos de advocacia penal, foi Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional do Rio Grande do Sul OAB/RS (2013/2015); Conselheiro Federal da OAB (2016/2018). Doutorando em Ciências Criminais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS); Mestre e Especialista em Ciências Criminais pela PUCRS, é Professor de Direito Penal e Processo Penal e Coordenador do Departamento de Ciências Criminais e Segurança Pública da mesma instituição. Em 2016, recebeu a distinção da Ordem do Mérito no grau “Grã-Cruz” pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul.

Guilherme Rodrigues Abrão – Advogado, com mais de 12 anos de advocacia penal, é Mestre em Ciências Criminais pela PUCRS; Especialista em Ciências Criminais e em Direito Penal Empresarial e Professor do curso de Direito da PUCRS. Autor de artigos jurídicos e Membro do Instituto Brasileiro de Direito Processual Penal (IBRASPP), também é autor do livro “Comissões Parlamentares de Inquérito: Poderes e Limites” (Editora Juruá, 2012).