UC Berkeley – LinkedIn – Netflix | AB2L Silicon Valley Experience | Dia 05

Por: Cabanellos Advocacia em 19 de 04 de 2018

 

A sexta-feira foi dia de conhecer a UC Berkeley, a sede do LinkedIn e conversar com um engenheiro do Netflix.

O dia começou muito animado e agitado com o Game Changer Day capitaneado pela incrível Gina Kloes, que ministra cursos de liderança ao redor do mundo há mais de 20 anos. Foi uma manhã repleta de ótimos insights sobre o mindset do Vale do Silício e de muita reflexão sobre nossa vida e a forma como encaramos e devemos encarar os nossos problemas, como grandes aprendizados para melhorar mais e mais. Sem dúvida, uma manhã muito inspiradora e reflexiva!

À tarde, fomos à incrível sede do LinkedIn e conversamos com o Netflix. No LinkedIn, fomos recebidos por um brasileiro que já trabalha lá há mais de quatro anos e nos falou um pouco sobre a experiência de viver e trabalhar numa das grandes empresas de tecnologia do mundo, compartilhando conosco muito da cultura organizacional da empresa e para onde ela está caminhando. No tour que fizemos pela empresa, foi possível identificar alguns dos traços marcantes do Vale muito presentes no LinkedIn, tais como a informalidade na relação entre as pessoas, a ausência de subordinação entre os funcionários, o empoderamento dos colaboradores, a conectividade com o mundo e a transparência.

De lá, nos encontramos com o engenheiro de performance do Netflix, Martin Spier, que dividiu conosco também a (disruptiva!) cultura que está no seu DNA e a forma como está estabelecida a sua relação com aqueles que nela trabalham. Sobre a cultura Netflix de ser, Martin relatou diversos aspectos que realmente são muito diferentes daqueles que estamos acostumados a encontrar nas organizações tradicionais e que certamente não se adaptam à realidade da nossa legislação trabalhista. A começar pela liberdade que todo e qualquer funcionário possui para tomar as decisões que entenderem pertinentes dentro do segmento onde se encontram. Por contratarem os melhores funcionários do mercado e remunerá-los muito bem, o Netflix não se preocupa em preparar o seu novo integrante. Ele já chega pronto e apto para iniciar o trabalho e fazer aquilo que entende ser o mais adequado. O processo de seleção é tão rigoroso que, uma vez aprovado, ele já entra no time designado trabalhando normalmente e com a corda esticada. O conceito é justamente trabalhar com pessoas altamente efetivas e eles não contratam estagiários. Outra marca registrada é a ausência de regras. A empresa não estabelece, por exemplo, regra para controle de gastos e reembolsos (seja para viajar, seja fazer cursos fora, ou para o que for!), compliance, política de férias (qualquer pessoa pode tirar tantos dias de férias quanto entender necessário para voltar ainda melhor e mais efetivo), licença maternidade. Tudo é livre. 

O lema é liberdade e responsabilidade. E os funcionários entendem muito bem isso. Eles têm liberdade para decidir o que é melhor para eles, mas, como são responsáveis, conseguem identificar os limites que tal liberdade proporciona, agindo com cautela. Nesse modelo, a empresa segue crescendo de forma muito expressiva, impactando o mundo e alterando drasticamente a forma como o entretenimento é compartilhado nos dias de hoje!

Por Roberto Xavier Lopes, sócio do Cabanellos Advocacia

 

 

Assista também ao video com os destaques do quinto dia da missão.

 

Cinco dias de muitas atividades no Vale do Silício
Gabriel Lopes Moreira e Roberto Xavier Lopes, dois dos sócios do Cabanellos Advocacia, participaram da AB2L Silicon Valley Experience (2-6 abril), conhecendo diversas empresas, startups e instituições de ensino com base na Califórnia que são referências em inovação. Para contar sobre a experiência, Gabriel e Roberto compartilham com nossos leitores algumas das visitas em quase uma semana de imersão.